Comendo como nossos ancestrais parte 2

Olá galera, tudo bem com vocês?

Continuando a discussão sobre alimentação primal, como foi dito no post anterior a Dieta Paleo é a maneira como comiam os seres humanos no período pré-agricultura, quando todo alimento era caçado ou colhido. Vamos então falar sobre como comer de forma Paleolítica no século 21.

Não existe um único tipo de Dieta Paleo, mas sim várias. Os seres humanos quando eram nômades tinham acesso a tipos diversos de caça e pesca, bem como a tipos variados de vegetais de acordo com o local em que estavam, mas uma coisa era certa: havia a predominância da carne (proteína) como “prato principal”.
Logicamente que o homem primitivo não se alimentava exclusivamente de carne o tempo todo, ele complementava sua dieta carnívora com vegetais, frutas e raízes. Mas em quaisquer dos casos não haviam alimentos processados, produtos refinados e grãos. Sim, grãos. É evidente que não existiam alimentos enlatados, processados, doces, açucares e refrigerantes há 30 mil anos, mas fica difícil pensar na ausencia de grãos. O pão estava na Santa Ceia! O trigo está na civilização a muito tempo, só que, mais uma vez falando do ponto de vista evolutivo, nem tanto tempo assim. 300 gerações ou menos de 10 mil anos não são suficientes para adaptar nossos metabolismos com a alimentação baseada em grãos e carboidratos como fonte principal de consumo, nem com todos os conservantes, corantes e afins das comidas industrializadas. Portanto os alimentos que conhecemos da era industrial na verdade são pequenas doses de veneno para nosso organismo.

RESUMINDO A DIETA PALEO:

Simplificando a definição do que deve ter numa Dieta Paleo temos

-Ausência de grãos;
-Ausência de açúcar;
-Ausência de alimentos processados;
-Ausência de laticínios.

ADAPTANDO A DIETA PALEO PARA OS DIAS ATUAIS.

Para muitos decidir mudar toda a maneira de comer radicalmente é difícil, portanto precisamos adaptar a paleo de forma simples:

– Quanto aos laticínios. Temos vários casos de pessoas intolerantes a lactose o que mostra o nosso despreparo para o consumo de leite depois da primeira infância, mas existem muitas pessoas que também não mostram quaisquer problemas com a ingestão de derivados de leite, podendo fazer uso (moderado) deles na sua dieta paleo.
– Quanto aos carboidratos. Existem também vários problemas (cientificamente comprovados) relacionados ao consumo excessivo desse macronutriente que era bastante escasso durante 90% do nosso processo evolutivo. Nosso organismo poder sintetizar praticamente todo o carboidrato necessário para o corpo a partir de proteínas (aminoácidos) e gordura (triglicerídeos) comprovando que não precisamos consumir muito carboidrato (diferentemente da pirâmide alimentar convencional).

PONTO FINAL.

A Dieta Paleo é um tipo de dieta low-carb com algumas restrições que não se preocupa com a quantidade de alimento consumido e sim com a qualidade dos alimentos. Bastante hipoalergênica, não exclui um pouco de laticínios e o uso moderado de carboídratos de raízes e tuberculos. O grande vilão para a Paleo são os caboidratos refinados (açucares, pães, massas e doces).
faça a experiência de tirar trigo e outros grãos, doces em geral e consuma apenas água (bastante) como bebida por algumas semanas, você verá seu corpo mais definido (queima de gordura) seu tônus muscular maior e não terá mais aquela sonolência após o almoço, seu raciocínio mais rápido e a energia de uma criança de 10 anos. Ou seja você numa versão melhorada e mais saudável.

Espero comentários!

Tiago Moura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: