Padrões de movimento 2: Deslocamentos parte 1 de 2.

Olá galera!

Estamos de volta para falar um pouco sobre o padrão de deslocamentos.

Caminhar é algo que fazemos praticamente sem percebermos a complexidade de fatores que configuram esse movimento. Logo que você adiciona quaisquer cargas externas nas caminhadas é que percebe o quanto andar pode ser difícil por uma distância um pouco maior, por exemplo: Andar 50 metros é muito fácil, já andar os mesmos 50 metros com uma sacola de compras ou um pacote que não pese mais de 5 kg é um pouco mais difícil certo? Agora tente andar os mesmos 50 metros com um garrafão de água de 20 litros…ficou bem mais complicado não é?

O que fazemos ao andar é manter o corpo em estabilidade dinâmica para podermos assumir a forma bípede de deslocamentos que caracteriza o caminhar dos seres humanos, e quando adicionamos cargas externas percebemos como isso afeta a manutenção dessa estabilidade. Ao treinarmos os deslocamentos com carga nos preparamos para ter uma postura mais forte e consequentemente sermos capazes de enfrentar outras demandas diárias mais facilmente.

Quem não conhece alguém que tenha “dado um jeito” nas costas quando estava levando alguma carga de um ponto a outro? Portanto incluir padrões de deslocamentos com carga podem gerar uma estabilidade no tronco que é vantajosa em vários níveis.

Exemplos de deslocamentos com cargas:

1-Cargas ao lado do corpo

Recomendação para iniciantes – Até 25% do seu peso corporal

2-Cargas acima da cabeça

Recomendação para iniciantes – Até 10% do seu peso corporal

3-Cargas junto ao tronco

Recomendação para iniciantes – Até 15% do seu peso corporal

Todas as três formas podem ser feitas com quase qualquer implemento, com os dois braços ou um apenas, ou até variando um acima da cabeça e outro ao lado do corpo…variedade é o segredo.

Como podem ver são idéias simples de fortalecimento da postura e sevem de possibilidades para  não ter que fazer apenas flexões abdominais ou pranchas o tempo inteiro, você pode definir seu abdome com essas variações também. \o/

As aplicações funcionais são muitas, mas com certeza você sentirá menos dificuldades em carregar as compras, seu filho, seu cachorro (?) e ainda ter menores probabilidades de machucar as costas em movimentos que requeiram esse tipo de estabilidade.

ATENÇÃO!  Não tente fazer longos trajetos (acima de 50-60m) e não faça isso em cima de esteiras elétricas (risco de queda aumentado)

Até a próxima!

Tiago Moura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: